quarta-feira, 18 de maio de 2011

O Mistério da Eucaristia


"O nosso Salvador instituiu na última ceia, na noite em que foi entregue, o sacrifício eucarístico do seu corpo e do seu sangue para perpetuar no decorrer dos séculos, até Ele voltar, o sacrifício da cruz, e para confiar assim à Igreja, sua esposa amada, o memorial de sua morte e ressurreição: sacramento da piedade, sinal de unidade, vínculo da caridade, banquete pascal em que se recebe Cristo, a alma se enche de graça e nós é dado o penhor da glória futura."
A celebração da Eucaristia é o centro da vida trinitária que alimenta toda a vida cristã, sem a qual uma comunidade não cresce e nem se edifica no conhecimento do Evangelho e na prática de boas obras da fé. Portanto, celebrar a Eucaristia é atualizar a livre entrega do dom da Vida de Cristo à humanidade como alimento e penhor do céu, de tal forma que sem este sacramento a comunidade cristã não pode viver. É uma necessidade do cristão participar da celebração dominical e alimentar-se do pão eucarístico, pois de outro modo não se pode encontrar a força necessário para o caminho que há de percorrer.
É na celebração da Eucaristia que a Igreja Peregrina se une à Igreja do Céu, havendo por Cristo, com Cristo e em Cristo um intercâmbio maravilhoso de dons e graças. Daí a necessidade de os cristãos serem preparados para bem participar neste infinito Mistério de amor confiado à Igreja desde a noite do cenáculo.

(Diretório Litúrgico Diocesano - "O Mistério da Eucaristia" - §14, 15 e 16 - páginas 9 e 10 - Ponta Grossa, 2006.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Coloque aqui o seu comentário. Deixe sua sugestão, elogio ou reclamação.
Obrigado por fazer este blog melhorar a cada dia!