sábado, 20 de novembro de 2010

Dom Damasceno participa de Consistório em Roma

domraymundodamasceno_cardeal2
Cardeal Raymundo Damasceno Assis
Arcebispo Metropolitano de Aparecida/SP

Após a saudação litúrgica, Bento XVI leu a fórmula de criação e proclamou solenemente os nomes dos novos cardeais,  tornando-os assim membros do clero de Roma.
 
“Os cardeais têm uma missão muito maior que assumir o Filho de Deus, que o nosso serviço seja sereno e alegre para que nós possamos dar tudo o que Ele espera de nós”, disse o papa. 

Em seguida, o cardeal Angelo Amato, pronunciou um discurso de homenagem a Bento XVI, em nome de todos.
 
Depois da proclamação das leituras e da homilia de Bento XVI, os novos cardeais fizeram o juramento de fidelidade e obediência ao Papa e a seus sucessores.
 
Cada  Cardeal nomeado se aproximou do Papa e ajoelhou-se para receber o barrete cardinalício, além do título da diaconia que serão responsáveis. 
 
Dom Damasceno recebeu o título da Diaconia da Imaculada Conceição.  
 
Bento XVI pronunciou as seguintes palavras: "vermelho como sinal da dignidade do cardinalato, significando que deveis estar prontos a comportar-vos com fortaleza, até à efusão do sangue, pelo aumento da fé cristã, pela paz e a tranquilidade do povo de Deus e pela liberdade e a difusão da Santa Igreja Romana".
 
O rito concluiu-se com a recitação do Pai-Nosso e a bênção final.
 

Bento XVI anunciou a nomeação dos 24 novos cardeais, entre os quais o brasileiro, dom Raymundo Damasceno Assis, no dia 20 de outubro. Com sua nomeação, o Brasil passa a ter nove cardeais, dos quais seis são eméritos. Dos 24 novos cardeais, 20 têm menos de 80 anos e são eleitores.

RETIRADO DO SITE: A12.COM /Adaptado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Coloque aqui o seu comentário. Deixe sua sugestão, elogio ou reclamação.
Obrigado por fazer este blog melhorar a cada dia!